Arquivo mensal: setembro 2012

Os preferidos do Emmy Awards 2012

Padrão

Ontem rolou a  64ª edição do Emmy Awards, em Los Angeles, na Califórnia. A premiação elege as melhores séries, filmes e atores da televisão e claro é sempre fonte de inspiração para as amantes de moda, certo?

Tudo bem que muito já foi dito sobre o evento, mas a gente aqui não queria ficar sem falar sobre os nossos modelos favoritos da noite!

Para começar meus dois preferidos: Julianne Moore, com um longo Christian Dior Couture, de cor amarela vibrante, que contrastava lindamente com os tons avermelhados do cabelo da musa e a deixava com a silhueta de princesa.

Em segundo lugar, Lucy Liu, a eterna pantera, que surgiu num Versace prateado, com um ar futurista, que a deixaram deslumbrante. Cabelo preso e acessórios também prateados foram o suficiente para dar o acabamento final.

 

Já na opinião da Tati, Heidi Klum e Zooey Deschanel foram as mais lindas da noite (desconfio que a cor preferida dela seja azul bebê rs). Heidi se garantiu com as superfendas laterais e leves transparências, num vestido assinado por Alexandre Vauthier, em tom azul pastel. (tendência candy color?)  As joias acompanharam a cor do vestido e acabou que o look monocromático ficou elegantérrimo.

E Zooey Deschanel optou por um look mais princesinha. Um tomara-que-caia com uma saia bufante de muito tule, da grife Reem Acra e sapatos, que apesar de não aparecerem, eram Jimmy Choo. E para vocês, qual foi o vencedor da noite?


Anúncios

Setlist: cute songs

Padrão

Essa semana foi de música fofa toda vida! Quer escutar?

1. Do Not Push – A Gotye Call Me Maybe Mashup, Pomplamoose

2. Breathless, The Corrs – antiguinha, mas linda!

3. Cherry Lips, Loon Lake

4. Monomania, Clarice Falcão

5. Next Time Around, Little Joy – a definição de música fofa!

Test drive: presentinhos gringos!

Padrão

Uma das coisas mais divertidas de ter um blog é poder usálo como desculpa para testar coisinhas novas e compartilhar aqui. Nas últimas semanas meu nécessaire ganhou reforços especiais, com presentes da madrinha e do namorado, que acabou de voltar de Londres. Ainda estou testando tudo, mas já dá pra ter uma ideia!

Belliz, aka Beauty Blender genérica: não tenho lá muitas habilidades com os pinceis, então estava louca para testar a esponjinha. Já testei algumas vezes mas até agora confesso que não sei. Usá-la é relativamente simples. Basta molhar, tirar o excesso de água, passar na base e aplicar. O resultado é uma boa cobertura, que não “pesa” no rosto. A questão é que ela se comporta muito bem com a Prolongwear da MAC, e muito mal com a Dream Matte da Maybelline. Vai entender… Outra questão importante é a higiene. Super ok limpar para usar de novo em você mesma. Mas ela mancha e pode não ser tão legal para maquiadoras ou pessoas que usem vários tons de base diferentes.

Resultado final: 3 corações]

Mega plush, da Maybelline: super recomendo! A ideia dele é dar volume sem empelotar, o que consegue com certa dignidade. A consistência é de gel, então ele fixa no olho sem borrar. Lógico, tomando certos cuidados. Mas o que eu mais gostei nele foi, na verdade, a facilidade na hora de tirar. Enquanto o Colossal só sai com uma mistura de querosene, reza braba e soda caustica, o Mega Plush sai sem muito esforço. Super aprovado! (Falamos sobre os outros aqui!)

Resultado final: 4 corações

Carmex: para felicidade da minha estagiária que não vai mais precisar me emprestar o seu (beijo, Tainah!), o namorado trouxe m Carmex pra mim de Londres. Esse deve ser o lip balm mais vendido do universo, mas confesso que escolhi mal na hora de encomendar. A embalagem é aquela bisnaguinha clássica que, nas minhas mãos, sempre solta mais produto que o necessário. O gosto (escolhi o natural) também não é lá essas coisas. A vantagem é que ele hidrata MESMO, super funciona para quem trabalha com o ar condicionado o dia inteiro.

Resultado final: 3 corações

New Nude Magique BB Cream, da L’oreal: senhoras e senhores, we have a winner! Também comprado em Londres, na Boots, esse creme é uma das melhores coisas que eu já passei na pele. Ok, minha experiência com BB Creams é bem reduzida, mas fiquei impressionada com o custo-benefício. Ele reduz os poros e melhora a aparência da pele segundos depois de passar, se ajustando perfeitamente ao seu tom. A textura também é boa, fresca, nada melequenta (tenho horror!). Super recomendo!

Resultado final: 5 corações

Woody Allen

Padrão

Final de semana passado foi quase inteiramente dedicado a Woody Allen, meu diretor de cinema favorito. Eu sei, seus filmes estão longe de ser unanimidade, mas continua sendo meu ídolo. Não, nem o casamento com a enteada, ou até mesmo o chatinho Você vai conhecer o homem de seus sonhos foram capazes de abalar meu amor por ele. Então, vocês podem imaginar o tamanho da felicidade quando minha mãe – super fã também – resolveu me presentear com um box de dvd’s. São mais de 20 títulos, desde Bananas até o mais recente Melinda e Melinda.

Depois de ver vários assim, seguidos um do outro, comecei a perceber que Allen é sim um diretor de filmes de arte – aliás, tem rótulo mais chato do que esse?– mas também se tornou uma figura pop muito bacana. A prova disso é a enorme quantidade de produtos por aí que foram inspirados nele ou fazem uso de sua carinha de nerd.

Confira a nossa seleção, recheada de sugestões para presentear os fãs do diretor!

Sapatos, Sarah Chofakian – a designer fez uma coleção inteiramente baseada nas divas dos filmes de Allen. Este por exemplo é a cara de Annie Hall, a personagem de Diane Keaton em Noivo Neurótico, Noiva Nervosa.

Boneco Woody Allen, Q-Vizu – não dá vontade de levar para casa e colocar em cima da cama? A marca fez ainda várias versões com Lady Gaga, Amy Winehouse, Beatles e Michael Jackson.

Como Woody Allen pode mudar sua vida, Éric Vartzbed – tem cara de auto-ajuda, mas na verdade é só uma auto-ironia. O autor brinca com os títulos desse filão para traçar um perfil de alguns dos personagens mais marcantes do diretor. Vale cada centavo.

Camiseta Woody Allen, Loja Smile – para aqueles que gostam de cultura pop, mas já não aguentam mais ver a cara do Che Guevara por aí! Hehehe. A loja ainda é recheada de opções bacanas para os amantes de camisetas.

Coleção Woody Allen – não tem como não amar, juro! Os melhores? Annie Hall, Zelig, A Outra e claro, A Rosa Púrpura do Cairo.

Analisando o estilo de Olivia Palermo

Padrão

Rica, linda e com um senso de moda impecável são ótimas descrições para definir Olivia Palermo. A socialite se tornou conhecida pelo grande público, após ter participado de um reality show chamado The City, exibido pela MTV americana de 2008 a 2010, no qual mostrava um pouco do seu dia a dia. A partir daí não saiu mais da mira dos olhos atentos do mundo fashion, por seu estilo clássico, romântico, elegante e por aí vai…

Parece exagero tantos elogios, mas não é. Quem já viu alguns dos seus looks pode perceber o quão coerente a jovem é. Nunca decepciona! Ela consegue adicionar tendências atuais em elementos mais clássicos com uma facilidade, ou melhor, naturalidade que chega a dar raiva! Eu confesso que sou fã e tenho, inclusive, uma pasta no Pinterest dedicada somente à ela. Rsrs

Acompanhando as fotos e cada look que surge dá pra entender um pouco do sucesso de tudo.  Listras, peças de alfaiataria, peças mais estruturadas, camisas brancas com cortes bonitos, calça skinny, muita perna de fora, óculos escuros poderosos e sapatos cheios de personalidade compõe o closet lotado (e de dar inveja) de Olivia. Sapatilhas, maxicolares e maxibolsas de grifes e um cachorrinho fofo (Mr. Butler) também entram na lista!

São elementos atemporais, que misturados com o que está em alta funcionam muito bem! Para copiar já hein moçada!

Isso tudo sem falar na pele de pêssego que nunca viu uma espinha sequer e o cabelo, que grande ou pequeno, sempre carrega fios iluminados em um tom de dourado lindos de morrer!

  

  

  

Tem que ter: peças básicas para se ter no closet!

Padrão

Fazer compras é realmente uma delícia, a gente sabe. Mas, como fazer para comprar peças bacanas sem se endividar e morrer de culpa depois? A resposta é simples: compras planejadas. Conhecendo seu estilo e sabendo o que tem dentro do armário, é possível montar um closet básico, sem gastar muito.

No livro É Tudo tão simples, Danuza Leão – musa de estilo! – mostra uma listinha do que a gente tem que ter. Dei uma adaptada para a minha nossa realidade, mas é bem por aí!

OBS: Lógico, nem precisa dizer que não é obrigatório, né gente? Mas é bom ter uma base para se guiar.

. Um jeans escuro bacana – para sair à noite

. Um jeans desbotado

. Um jeans preto e um branco – não pode faltar, ainda mais depois de Isabel Marant ter relançado os skinnies brancos!

. Uma calça reta preta de alfaiataria – para entrevistas de emprego é imbatível

. Uma pantalona preta – para dias de preguiça

. Duas calças estampadas – super em alta

. Uma camisa branca – se for de seda então, perfeito!

. Um blazer preto bom

. Uma jaqueta de couro – a biker nunca sai da moda!

. Um sapato extravagante – para aqueles dias em que você não quer pensar na roupa.

. Uma bolsa sensacional – não, não precisa ser it bag, mas tem que ser de boa qualidade!

. Uma sandália rasteira bem marcante – com pedrarias, fica lindo!

. Um relógio de aço dourado – lembra aquele da Swatch?

. Um relógio masculino – vale pegar do papai!

. Regatas brancas e pretas

. All Star

. Botas de cano alto

. Escarpins

. Acessórios, muitos acessórios!

Como usar: verde-menta

Padrão

Já tem um tempo que as candy colours – nome chique para tons pastel – estão em alta. E a cor da vez agora é o verde-menta (lembra daquele verdinho do chiclete Ping-Pong? Então!), que virou febre nas ruas, passarelas, vitrines e em cada canto dessa internet de Deus.

Tem quem ache chamativo demais, tem quem tenha se apaixonado de primeira (eu!), mas as dúvidas na hora de usar são muitas. Que peças escolher? Como combinar com outras cores? Nas roupas? Nos acessórios?

Pois bem, a gente já sabe que o look monocromático é ótimo para as baixinhas, por alongar a silhueta. Uma produção inteira verde-menta então, é a cara da riqueza. Mas, se você morre de vontade de usar e não quer sair por aí parecendo o tal ping pong, misture com outros tons. As mais morenas podem usar com um nude sem problemas. Já as mais branquinhas podem montar o look com cores mais contrastantes.

Bolsas, sapatos e bijoux também podem ser uma ótima forma de iluminar o visual. Quer ver?

Gostaram das dicas? 😉