Arquivo da tag: Pearl Jam

Setlist – As melhores de 2011

Padrão

O blog tarda, mas não falha. Até meia-noite ainda é segunda e ainda vale ter setlist. Já adianto logo que o blog tá passando por reformulações e que este é, possivelmente, o último post de 2011. Voltamos com tudo em 2012, com o Don’t cry, buy a bag cheio de novidades!

Enquanto isso, uma listinha para animar o réveillon, as 10 (sim, porque é especial!) músicas mais bacanas de 2011, pra gente receber 2012 com tudo!

Vamos que vamos!

Pumped up kicks – Foster the People

Moves like Jagger – Maroon 5

Someone like you – Adele

Paradise – Coldplay

Elle me dit – Mika

Don’t stop (color on the walls) – Foster the People

Born this way – Lady Gaga

Rolling in the deep – Adele

The Fixer – Pearl Jam

Price Tag – Jessie feat. B.o.B

Anúncios

Setlist – especial Pearl Jam

Padrão

Fãs de Pearl Jam, uni-vos! A banda chega ao Brasil essa semana para quatro shows: São Paulo (dia 4); Rio de Janeiro (dia 6); em Curitiba (dia 9), e em Porto Alegre (dia 11). E o nosso Setlist já está em clima de rock!
– Better Man: foi escrita por Eddie Vedder bem antes do Pearl Jam existir. Baseada no padrasto de Vedder, é a história de uma mulher que larga o namorado para procurar coisa melhor. Em alguns shows o vocalista ainda dedica a canção para “o babaca que casou com minha mãe”.

– Last Kiss: escrita por Wayne Cochran, em 1962, a música conta a história de um acidente de carro em Barnesville, na Georgia. Janette Clark, a menina da música, tinha apenas 16 anos quando morreu. Ela estava com um grupo de amigos em um Chevrolet 1954, quando o carro colidiu com um caminhão. Dois amigos morreram na hora, os outros ficaram gravemente feridos. A história é triste, mas a música é, sem dúvida, uma das melhores da banda.

Pra ouvir a versão original, clica aqui.

– Daughter: você nunca pensou que uma música sobre uma garotinha com dislexia, incompreendida pela mãe, poderia ser tão bonita, né?

– I am mine: é uma homenagem aos noves fãs mortos no Festival Roskilde, na Dinamarca (2000) durante um show do Pearl Jam. A canção foi escrita por Vedder  em seu quarto de hotel antes do primeiro show pós-acidente.

– Alive: uma das letras mais autobiográficas da banda foi escrita por Vedder depois de descobrir que seu pai era na verdade seu padrasto e que, seu pai biológico estava morto. Enquanto todos os fãs cantavam o refrão “I’m still alive” [eu ainda estou vivo] como uma coisa boa, para o vocalista tinha um significado bem diferente.