Arquivo mensal: outubro 2011

Setlist – especial Pearl Jam

Padrão

Fãs de Pearl Jam, uni-vos! A banda chega ao Brasil essa semana para quatro shows: São Paulo (dia 4); Rio de Janeiro (dia 6); em Curitiba (dia 9), e em Porto Alegre (dia 11). E o nosso Setlist já está em clima de rock!
– Better Man: foi escrita por Eddie Vedder bem antes do Pearl Jam existir. Baseada no padrasto de Vedder, é a história de uma mulher que larga o namorado para procurar coisa melhor. Em alguns shows o vocalista ainda dedica a canção para “o babaca que casou com minha mãe”.

– Last Kiss: escrita por Wayne Cochran, em 1962, a música conta a história de um acidente de carro em Barnesville, na Georgia. Janette Clark, a menina da música, tinha apenas 16 anos quando morreu. Ela estava com um grupo de amigos em um Chevrolet 1954, quando o carro colidiu com um caminhão. Dois amigos morreram na hora, os outros ficaram gravemente feridos. A história é triste, mas a música é, sem dúvida, uma das melhores da banda.

Pra ouvir a versão original, clica aqui.

– Daughter: você nunca pensou que uma música sobre uma garotinha com dislexia, incompreendida pela mãe, poderia ser tão bonita, né?

– I am mine: é uma homenagem aos noves fãs mortos no Festival Roskilde, na Dinamarca (2000) durante um show do Pearl Jam. A canção foi escrita por Vedder  em seu quarto de hotel antes do primeiro show pós-acidente.

– Alive: uma das letras mais autobiográficas da banda foi escrita por Vedder depois de descobrir que seu pai era na verdade seu padrasto e que, seu pai biológico estava morto. Enquanto todos os fãs cantavam o refrão “I’m still alive” [eu ainda estou vivo] como uma coisa boa, para o vocalista tinha um significado bem diferente.

Anúncios

Tendência: amarelo!

Padrão

Quem lê revista e blogs de moda já deve ter percebido que o amarelo está bem em alta, né?

Pois é, eu já tinha visto a cor por aí em gente estilosa, como a Michelle Obama, Anna Dello Russo e  Gwyneth Paltrow, mas só fui me dar conta do quanto a moda poderia, de fato, pegar quando meu namorado babou pelo relógio de Chris Martin (vocalista do Coldplay) no Rock in Rio.

Veja bem, meu namorado é a pessoa menos antenada com as tendências. Se não estiver em um jogador de futebol ou for absolutamente funcional, ele não tá nem aí. E o bendito relógio conseguiu chamar a atenção dele. Afinal, quer cor pra chamar mais a atenção do que amarelo?

Então dá uma olhadinha nas fotos que eu selecionei:


Dica: apesar de ficar bem em loiras e meninas de pele bem clara, a cor não funciona para aquelas que tem a pele naturalmente amarelada. A parte boa é que meninas com esse tom de pele se bronzeiam mais facilmente e o amarelo fica absolutamente lindo nas morenas!

Dá uma passadinha na praia antes! =)

Imagens: Sartorialist, FaceHunter, Lookbook.

Cabelo rico gastando pouco!

Padrão

Minha ideia inicial para este post era fazer um Cabelo de Rycah, como já fiz o de pele. Mas, a verdade é que marcas boas como Kerastase, L’Oreal Professional e Redken estão pela hora da morte. E nós, meras mortais, temos que nos preocupar com outros supérfluos, como comer, pagar o aluguel, a gasolina, etc.

É, minha gente. O post rico vai ficar para depois, mas tudo bem. Se você ainda não desistiu de cuidar dos cabelos mesmo sem poder pagar R$ 60 num tubo de shampoo, eu dou algumas dicas de produtos que super funcionam comigo e são baratinhos, baratinhos.

. Shampoo e Condicionador Élseve, da L’Oreal:

Preço médio: R$ 8
Adoro todos, mas os que mais “se acertaram” comigo foram o Nutri-Gloss e o Volume-Control. Lógico, a linha é enorme, tem mil tipos e só testando dá pra descobrir o que é melhor pra você.

Dica: tudo o que falam sobre o cabelo se acostumar com o shampoo é verdade. Com o tempo, ele deixa de tirar as impurezas e parece que “perde o efeito”. Troque sempre de marca e de tipo também. Já foi época em que só existiam produtos para cabelos secos, oleosos e normais. Vai por mim, você tem bem mais de um tipo, é só descobrir quais.

. Condicionador Tratamento Gloss Intenso, da Koleston:

Preço médio: R$ 14

Esse é um super power condicionador que eu roubo da minha mãe cada vez que ela pinta o cabelo. Ele só é vendido dentro da tintura da Koleston mas, tingindo ou não os seus fios, é um produto que vale super a pena. A embalagem de 58ml rende até 6 aplicações (de acordo com o fabricante, confesso que nunca calculei). Basta deixar por dois minutos no banho mesmo e tirar depois (atenção: não é leave-in!). Deixa o cabelo uma seda só!

. Tratamento nutritivo noturno Élseve, da L’oreal:


Preço médio: R$8

Descobri por acaso essa semana no armário de casa mesmo. Uma daquelas coisas que se compra no impulso e depois esquece. A ideia dele é tratar os cabelos enquanto você dorme. Tem sono melhor do que esse? A embalagem diz “descubra a cada manhã o prazer de tocar em uma matéria incrivelmente sedosa” e eu nem levei muita fé.
No dia seguinte eu fui ver que era isso mesmo. Só fiz o teste de passar nos fios ainda molhados, mas aqui diz que dá pra usar com o cabelo seco também.

Alguém já experimentou alguns desses e não se adaptou? Já experimentou um baratinho que amou? Deixa aqui nos comentários!

Esmalte da Semana – Licor!

Padrão

Essa semana resolvi fazer um post sobre os perigos de fazer a própria mão. O pior deles é esse aí, sair com as unhas assim: mal pintadas e borradas! hehehehehe… Favor olhar a foto de longe, mas BEM de longe…

É que essa semana (novamente!) eu não tive tempo/paciência para ir ao salão fazer as unhas e resolvi fazer em casa mesmo. O problema é que a esquerda sai uma beleza e a direita, bem, not so much! Mas a prática leva à perfeição, não é mesmo?

Primeiro porque eu tenho a meta de aprender a me virar sozinha, e isso inclui fazer cabelo, maquiagem e unhas. Segundo, porque eu tenho as cutículas muuuuuito fininhas, e quero parar de tirá-las. Tanto produto bom pra amolecer as cutículas no mercado, porque não aproveitar?

Bom, vamos ao nosso vencedor: LICOR, da Risqué!

Depois de esmaltes azuis, amarelos, rosas, eu queria um mais clássico, como esse vinho.

Risqué cremoso é aquilo que a gente já conhece: cobertura boa e um brilho discreto. Esmalte bom pra quando a gente não quer pensar no assunto.

Semana que vem eu prometo voltar com as unhas feitas decentemente e um esmalte diferente, ok? 😉

Cabe uma penteadeira…

Padrão

Há tempos já eu to tentando montar um cantinho que funcione, ao mesmo tempo, como penteadeira e mesa de trabalho. Quase impossível, certo? Mas eu continuo tentando.

No meio desse processo, vivo catando inspirações de quem realmente entende do assunto, e compartilho com as amigas.

Imaginei que vocês também quisessem dar uma fuxicada olhada básica nas coleções de quem REALMENTE entende de maquiagem.

Vamos a elas?

– Lu Ferreira, do Chata de Galocha

O sotaque da Lu não é uma delícia??? AMO sotaque de Minassssssss!

– Julia Petit, do Petiscos

– Vic Ceridono, do Dia de Beauté

Ninguém precisa ter tudo isso, é verdade, mas vai dizer que não é uma delícia?

Quando a minha humilde penteadeira ficar pronta, eu posto aqui! =)

Setlist – as mais tocadas

Padrão

A gente já começa a semana com novidade por aqui!
Agora, toda semana vai começar com um setlist bombástico (e temático!) pra animar a segunda-feira e embalar todos os nossos momentos (da espera no ponto de ônibus até aquele jantar romântico).
Como eu não sou especialista em música, as listas serão feitas do meu modo. Ou seja, uma mistureba só! Vai ter música nova com música velha (aliás, música boa envelhece?), música cult com tosqueira, rock, samba, mpb, pop e o que vai cair nas minhas mãos.

Então, vamos começar por aquelas que eu tenho escutado no repeat ultimamente.

– Dog days are over – Florence + the Machine:

O mais bacana da Florence Welsh (vocalista), além dos cabelos ruivos, é fazer um som indefinido. Não dá pra dizer se é pop, rock, indie, folk. Só da pra dizer que é bom. Essa versão que começa calminha e anima lá pelo meio é a cara do meu humor de segunda! =)

– Boys and girls – Martin Solveig feat. Dragonette:

Descobri por acaso vendo Nós 3, aquele programa do Multishow. Paixão instantânea. Depois de ver a participação do Gaultier no clipe, então? Vício certo.

– Moves like Jagger – Maroon 5 feat. Christina Aguilera:

Maroon 5 andava meio esquecido desde 2004, mas ressurgiu (pra mim) depois do Rock in Rio. Só aí eu parei pra ouvir com calma a incrível Moves like Jagger. Deixa qualquer manhã de segunda mais feliz.

– Lisztomania – Phoenix:

Essa nunca saiu do meu iPod, mas tenho escutado bem mais depois da notícia do lançamento do documentário From a Mess to the Masses. O documentário é uma espécie de diário da turnê Wolfgan Amadeus Phoenix que, inclusive, passou pelo Brasil, no festival Planeta Terra.

– Sex on Fire – Kings of leon:

Lembranças de uma época MUITO boa de Pista 3 e Casa da Matriz (casas noturnas com uma pegada mais “alternativa” aqui do Rio). Mesmo tendo uma certa implicância com a atitude dos caras da banda, não dá pra negar que Kings of Leon faz um som muito bacana!

Vaquinha bacana!

Padrão

Aqui no blog a gente é fã de iniciativas legais e colaborativas, como o já famoso Queremos!

A mais recente veio do blog Rio Etc., uma espécie de Sartorialist carioca, que sai pelas ruas fotografando gente estilosa. E olha que aqui no Rio tem muita!

No final do ano passado, o site virou livro e agora eles pedem uma forcinha para lançar em uma segunda versão.

É aí que a gente entra. Quem contribuir, ganha recompensa! E olha, só tem recompensa bacana.

Os valores vão de R$10 a R$ 3 mil. Quem “doar” o valor mínimo ganha nome nos créditos de agradecimento. Conforme a doação for ficando mais “gordinha”, o presente aumenta! Tem até serviço de personal stylist e serviço de fotográfos pra sua festa.Bacana. né?

As contribuições devem ser feitas pelo site Catarse.

Quer saber direitinho como funciona, clica aqui!