Arquivo mensal: outubro 2012

Test drive: produtos para cabelo Nativa Spa

Padrão

Quem me conhece pessoalmente sabe que ultimamente eu ando em guerra com meu cabelo. Não que ele esteja um caos, mas sempre acho que podia estar mais macio, mais brilhoso e menos arrepiado. Então, depois de testar vááááárias marcas de shampoo, descobri que a solução estava mais perto – e era bem mais barata – do que eu imaginava. Explico.

Essa semana a Inesquecível Casamento (onde eu trabalho) foi convidada para o lançamento da loja da Nativa Spa, uma das marcas de O Boticário. A imprensa ganhou uma amostra de shampoo, condicionador e creme para pentear e eu lá meio descrente fui testar (antes postei no Instagram, segue lá! @dontcrybuyabag). Sei lá porque, apesar da minha madrinha ser fã dos produtos para cabelo da marca, nunca tinha me ocorrido comprar shampoo ali. Talvez porque eu seja apaixonada por uma farmácia.

Mas gente. Fun-cio-na. Não posso falar por todos os produtos da linha (são vários ingredientes como amora, menta, hortelã, blueberry, damasco, e muitos outros) porque só experimentei esse. Mas o cabelo ficou macio e cheio de brilho. Apaixonei! Já garanti um esfoliante, hidratante e sabonete líquido, mas ainda não testei então não vou dar o veredicto ainda!

Ah, para quem ficou curiosa, a primeira loja da Nativa Spa no Rio abriu no BarraShopping e é incrível! O Boticário continua vendendo os produtos da linha, mas lá da pra encontrar coisinhas exclusivas, acessórios e ainda testar as texturas, os cheiros (que são MARA!), etc. Vale a visita, viu?

Anúncios

What’s in your bag: Tati e Ana

Padrão

Outro dia paramos para reparar que, em um blog chamado Don’t cry, buy a bag, era um pouco estranho ainda não termos mostrado o conteúdo das nossas queridas, amadas – e frequentemente pesadas! – bolsas. Sim, a gente bem que tenta maneirar no peso e nas tralhas, mas quase nunca conseguimos. Então, hoje abrimos as ditas-cujas para vocês darem uma fuxicada! Afinal, quem não ama?

Tati’s bag

A bolsa é da Via Mia e foi presente de aniversário do meu namorado! Aliás, o fone amarelo também foi presente dele, que trouxe de Londres na última viagem. A capinha do iPhone é o meu xodó (como dá pra notar pela foto, o celular estava na minha mão) e foi comprada pela internet. O nécessaire quase rende outro post, né, de tão lotado que está de makes, pasta de dente, escova e esmaltes. O livro é objeto IN-DIS-PEN-SÁ-VEL dentro da bolsa. Esqueço as chaves, mas nunca esqueço o livro que estou lendo no momento (espere post com Mr.Grey essa semana, aliás!). Outra coisa que não dá pra esquecer é o meu Moleskine. Nele, vai a minha vida. Ideias de posts pro blog, lista de compras, pendências, tudo está escrito ali com as canetinhas coloridas. A carteira roxa também ganhei de presente de niver e os óculos wayfarer foram a minha última compra. Estava louca por um e achei o modelo original em um brechó! Outra coisa que não saiu na foto mas não sai da bolsa são os fones de ouvido lilás. Uma mão na roda na hora de escolher as músicas para o setlist do blog! 😉

Ana’s bag

Visualmente parece superorganizada, mas quando coloco tudo dentro da bolsa a confusão está formada. Bom, a bolsa foi comprada por uma pechincha numa fábrica de couro em Minas Gerais, que, diga-se de passagem, eu amo de paixão. Gosto dela, porque sempre cabe tudo e mais um pouco! O nécessaire, assim como a Tati, carrega mais do que o necessário e tem assunto para um post. Mas já digo que não saio de casa sem meu blush e meu atual lip balm preferido, essa bolinha fofa da Eos.  Toda jornalista que se preze não pode viver sem caderno e canetas. Estou in love com o meu bloco e meu estojinho de caveirinhas “combinandinhos” rs. Eu ainda carrego meu gravador, porque vai que precisa né? Apesar de que o Iphone também cumpre bem esse papel. Depois tem as várias chaves (escritório, casa e casa do avô), barrinha de cereal, minha carteira, que foi presente do niver passado da sogra, óculos Ray Ban, modelo aviador. Dentro da bolsa ficou a sombrinha e lencinhos, que gosto sempre de carregar, mas só depois percebi que não saiu na foto =/ Vendo a foto, até me surpreendi. Hoje ela está bem tranquila! Tem dias que tem roupa, hidratante, livro, mais maquiagem do que o normal… Gosto de brincar que até coelho um dia sai daí. Rsrs

E aí, gostaram? Quem quiser mandar foto da sua bolsa, vai ser um prazer publicar aqui! 😉

Como usar: moleton

Padrão

Pense naquela sua roupa de andar em casa, mais confortável possível. Aquela que você não veste na frente do bofe mesmo com mais de dois anos de namoro. O look-vergonha com certeza inclui um blusão de moleton, acertei? Relaxa, todas nós temos um parecido. E se você cresceu na década de 90, possivelmente o seu leva o símbolo do Hard Rock, Planet Hollywood ou até mesmo a marca da Calvin Klein. Pois é. Mas hoje, em pleno 2012, os moletons agora são hype e andar com eles por aí é sinônimo de alto conhecimento de moda. Tudo isso graças a marcas como Kenzo e Givenchy, que começaram a produzir novos modelos que já são mania no hemisfério norte.

Para usar, basta pensar em um mix hi-low. Combine o blusão – ou jumper, como na gringa – com peças mais ajustadas e arrumadinhas. Por exemplo, uma legging com brilho, uma saia de renda bem feminina, um salto alto e uma bota. Não abra mão dos acessórios – quanto maiores, melhor! – e do make. Afinal, a ideia é sofisticar o moleton e não andar por aí com cara de quem dormiu além da hora e saiu de qualquer jeito.

Uma produção bem bacana para dias de chuva no verão!