Arquivo da tag: dicas

Black power!

Padrão

Quem nunca se pegou invejando os lindos cachos de Camila Pitanga em Insensato Coração? Os looks de Michelle Obama durante a campanha do marido? O corpo de Halle Berry como Bond Girl? Negras e poderosas, estas mulheres esbanjam sensualidade e chamam a atenção por onde passam. Mas manter a beleza em dia exige cuidados especiais com a pele e o make. E eu – branca azeda, mas super curiosa – corri atrás dos truques e hoje conto um pouco do que descobri.

Pele

Sim, é verdade que as peles negras (no plural mesmo porque elas têm zilhões de tons diferentes!) sofrem menos com o envelhecimento e se mantém firmes por mais tempo. Culpa do colágeno, que essa mulheres têm de sobra. Mas isso não quer dizer que as meninas morenas, mulatas ou negras possam se descuidar e não usar protetor. É péssimo, mas o câncer de pele pode chegar pra todo mundo. Fora isso, é super necessário usar hidratante – pra prevenir aquele aspecto de pele esbranquiçada – e um sabonete adequado todos os dias.

Cabelo

Há quem não goste do volume, há quem não abra mão do black power. Também tem aquelas que amam o cabelo super liso da Beyoncé. O importante mesmo é a hidratação, que deve ser feita pelo menos uma vez por semana com aquele creme super power. No dia a dia, antes de sair de casa, vale passar um leave-in. Mas nunca-jamais-em-tempo-algum saia com o cabelo escorrendo. Também evite o secador muito quente, que arrepia os fios,  e sempre prefira um corte que deixe os fios retos, para dar uma controlada no volume.

Make

Nunca conseguiram me explicar porque logo o Brasil, país da miscigenação, não consegue ter bases adequadas para as meninas negras. Infelizmente, as marcas nacionais ainda têm poucas tonalidades, mas… nada que a internet não resolva! Como em todo make, o segredo do sucesso está em uma pele super bem feita. Não abra mão do primer, do corretivo e da base. Nos olhos, lápis marrom para o dia, preto para a noite. Para criar harmonia, equilibre cores quentes, como o laranja, cobre e dourado, com tons frios, tipo azul, lilás e roxo. Blush pêssego cai muito bem, assim como tons mais fortes nos lábios!

Tem mais dicas? Compartilha aqui nos comentários!

 

Anúncios

Como usar: tricô

Padrão

Eu sou dessas que não sai de casa sem casaco e mesmo com um calor de 30°C só dorme de edredon. Então, por essas e outras já dá pra perceber como eu estou me sentindo esses dias, né? Tipo um pinguim. Como minha jaqueta jeans e minhas pashminas e nada são a mesmíssima coisa, estou apelando mesmo para os tricôs. Muitos tricôs!

Ideais para quem morre de frio como eu, eles há muito tempo deixaram de ser coisa da vovó e andam supermodernos, com vários pontos e tramas diferentes! Mas é preciso prestar atenção para não sair por aí com cara de figurante de novela de época na hora de montar o look.

Nível iniciante = tricô + legging + bota na altura do joelho

Essa é a combinação básica quando a gente pensa em tricô. Com uma peça de proporções mais largas, escolha uma peça mais ajustada embaixo, como a legging. As botas na altura do joelho esquentam e ajudam a compor um look mais invernal. Molezinha!

Nível intermediário = tricô + microshorts + botinhas

Ok, parece meio contraditório aquecer em cima e deixar as pernas de fora mas, como produção, super funciona! O maxi tricô tira qualquer possível vulgaridade dos shorts e a botinha ainda faz um estilo meio boho. Mix de bijoux e acessórios com franjas também caem muito bem aqui. Ah, dica extra! Com peças nude, use e abuse de acessórios azul turquesa.

Nível avançado = tricô + tricô

Segundo a Vogue, é uma ótima alternativa ao jeans e à camiseta. A gente concorda! Escolha duas peças do mesmo tom e comprimentos diferentes, tipo uma blusinha e um sobretudo. Na parte de baixo, uma peça neutra como o jeans, ajuda a dar destaque à composição.